Seguir o ritmo de Patry Montero (@patrymontero) e Álex Adróver (@alexadrover) é todo um objetivo. Ela, apresentadora, atriz e professora de yoga. Ele, chef e ator. Recentemente publicaram um livro juntos e adoram dedicar tempo às suas filhas Lis e Layla.

Adorámos ver a cumplicidade entre eles, a dedicação pelo seu trabalho e a devoção pelas suas filhas. Quer saber mais sobre eles, sobre o seu estilo de vida e casa? Nesta entrevista revelam-nos tudo.

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-12.jpg

Como definiriam o estilo da vossa casa?

Álex – O estilo da casa diria que é algo funcional.

Patry – Eu também ia por aí, diria mesmo prática. É funcional, é prática porque temos crianças e com crianças em casa é muito complicado ter a casa harmoniosa, sempre decorada na perfeição e, sobretudo, organizada. Por isso tem poucas coisas e funcionais.

Álex – Há que reconhecer que vivemos quase sempre num caos.

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-9.jpg

Para que uma casa seja o vosso verdadeiro lar o que é indispensável?

Patry – Bem, sempre nos disseram aos dois que temos a capacidade de criar um lar em qualquer espaço. E é verdade. Porque somos uma família nómoda que viaja muito, que se muda bastante. Já mudámos de casa inúmeras vezes e onde quer que estejamos, ao fim de uma semana já se torna o nosso lar. As pessoas que nos visitam dizem: mas… o que é quevocês fizeram que já cheira a uma verdadeira casa?

Aromas, essências, fotos… temos sempre coisas que nos representam sobretudo na cozinha, na sala…penso que é isso que faz com que se crie o “efeito casa” tão rápido em qualquer lugar.

Álex – Se tivesses que escolher algo? Vamos ver se bate certo comigo.

Patry – Não sei…acho que ma vais surpreender, não sei mesmo…é o quê?

Álex – Acho que para bater certo, o que escolheríamos os dois, seria o sofá.

Patry – Ah claro! Isso sem margem de dúvida.

Álex – Conta a história sobre o sofá.

Patry – O sofá é uma parte indispensável porque não é apenas um sofá.. É sofá, é sofá-cama, é sala de brincadeiras, torna-se num parque de diversões para as miúdas porque fazem torres de almofadas e brincam constantemente… No primeiro dia que chegou a casa a Layla teve que estreá-lo com uma caneta, riscando-o aqui em grande plano. E dissemos: não acredito! Layla acabámos de o comprar! Felizmente conseguiu-se tirar, não sabemos muito bem de que é feito este sofá.

Álex – Com umas maravilhosas toalhitas de bebé.

Patry – Mas é à prova de bomba. Incrível!

Qual dos dois decide a decoração da casa?

Álex – A decoração da casa parece ser decidida por mim, mas na realidade a última palavra é dela. Sempre.

Patry - Sabes porquê? Estamos sempre de acordo, é a verdade. Damo-nos super bem, gostamos das mesmas coisas e quando eu ou ele não estamos a ver bem uma coisa, não demora muito até passarmos a vê-la. Estamos muito habituados a gostar das mesmas coisas. Já estamos há quase 13 anos juntos.

Qual a parte da casa mais importante para vocês?

Patry e Álex – A cozinha.

Patry – A cozinha sem qualquer dúvida, passamos horas na cozinha.

Álex – Sim. E tanto faz se a cozinha é grande ou tem 3 m2. Não sei qual é o fenómeno, mas acaba sempre tudo na cozinha.

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-3.jpg

Patry, dedicas muito tempo a praticar yoga e à procura da paz interior. Qual a parte da casa que escolhes para praticar e ter o teu momento?

Patry – Bem, a verdade é que desde que temos as nossas filhas escolher um lugar para praticar torna-se quase impossível porque seguem-me para todo o lado. Quando pratico sozinha, gosto sempre de fazê-lo no exterior se estiver bom tempo e, se não, opto pela sala porque é a parte da casa mais agradável, onde estamos mais confortáveis e temos mais espaço.

O que te motivou a começar a praticar yoga? Quando e porque deste esse passo na tua vida?

Patry – Já pratico yoga há mais de 10 anos. Faço agora um ano como professora. Precisamente, faz mais de 10 anos que o yoga chegou à minha vida por uma lesão nas costas quando gravava uma série e recomendaram-me que praticasse yoga para me sentir um bocadinho melhor todos os dias. Ao início, estava bastante apreensiva, tenho de o admitir, mas dei uma oportunidade pelas minhas costas, pela minha saúde. Comecei a praticar e a cada semana as minhas costas começaram a melhorar consideravelmente, o meu estado de espírito, a minha pele, o meu olhar, a minha atitude, a minha forma de intergir com os outros e comigo própria, estava mais feliz, dormia melhor…e dizia: o que é que se está a passar? Está a mudar a minha vida, sinto-me melhor. E então ficou, começou a fazer parte do meu estilo de vida e agora não vejo a minha vida sem yoga. Faz parte da minha filosofia de vida e agora levamo-lo até casa, à nossa família, ver as nossas filhas a crescer com esses valores. Falta pouco para também conseguir convencer o Álex a fazer…

Álex – Alguém tem de te filmar…

Qual a parte da casa que transmite mais paz interior?

Patry – A sala. Demos prioridade absoluta a esta parte da sala - cozinha, porque passamos muitas horas na cozinha. Talvez por isso apostámos numa sala na cozinha, com este tipo de cozinha americana, tudo junto, para que todo o espaço seja o lugar onde passamos grande parte do nosso dia. As nossas filhas brincam, nós cozinhamos, elas sentam-se a ver tv, nós observamo-las… é o espaço onde estamos continuamente, onde nos sentimos felizes. E também quando as nossas filhas dormem, o quarto.

Álex – Para mim, estar no balcão da cozinha e poder ver como estão na sala, a brincar e eu a cozinhar. Normalmente quando cozinhamos estamos sozinhos. Aqui não. Aqui cozinho e estou acompanhado, tu podes sentar-te aqui comigo e ir trabalhando.

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-8.jpg

Quando têm convidados, o que gostam que a vossa casa transmita? Que sensações querem que levem?

Álex – Eu vou outra vez para o tema comida. Sempre com um bom sabor no paladar e que sintam que tenham comido bem. Também gosto que cheguem a casa e que cheire bem.

Patry – Por causa do yoga, já há anos que uso sempre incenso, adoro o nag champa e ponho sempre incenso em casa. Há pessoas que me dizem: cheira a quê? E não gostam. Mas normalmente quase toda a gente gosta. Não relacionam de onde vem o cheiro, mas quase todos gostam. E ponho sempre o meu pauzinho de incenso em algum sítio onde não se veja. É também uma questão de energia.

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-11.jpg

Qual o móvel mais indispensável para vocês? E qual o vosso preferido?

Patry – O indispensável já o dissemos, é o sofá. Pela funcionalidade e porque passamos muitas horas neste espaço, é um lugar onde as nossas filhas estão e passam-se tantas coisas no sofá.

Álex – E para as miúdas agora o indispensável mesmo é a tipi. Passam muitas horas lá dentro a brincar.

Patry – São criadas e contadas histórias… Este espaço está a criar momentos mágicos na casa e super especiais todos os dias.

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-6.jpg

Vamos ao terraço, o que é preciso para se poder fazer vida nele?

Patry – Adoramos os espaços exteriores, sempre que podemos fazemos vida no terraço e o sofá volta a ser o local estrela num terraço. Neste caso, como não tinhamos muito espaço pusemos uma mesa baixa, porque era o que ficava à partida mais bonito e porque é o mais prático para picar, poder fazer um pequeno almoço mais rápido ou lento, mas ter a facilidade de poder estar sentado num sofá e comer.

Álex – Há sempre um momento do dia que diz “este é o meu momento de sol…” E vai buscar a sua chávena de café…

Patry – Sim, sou um bocadinho viciada no sol. Adoro e esse momento ninguém mo tira.

Desde que têm filhas, o que valorizam mais na casa? Que mudanças tiveram de fazer nos espaços comuns e como vos transformou os momentos de lazer em casa?

Álex – As miúdas deram uma volta de 180º na nossa vida, para melhor! Mas há momentos que tens de prescindir, teus, da tua vida e de tudo.

Patry – Passaram a dar sentido a tudo, isso é mais do que evidente. Chegaram no momento perfeito para dar ainda mais sentido a uma relação já consolidade, já estávamos há 12 anos juntos. Gostamos um do outro cada vez mais e as nossas filhas fazem com que esse amor cresça. E o vínculo que temos, não só familiar como de casal, cresceu. Assim como há casais que, de repente, têm filhos e começam a existir problemas, entre nós foi o efeito oposto. Mas é verdade que às vezes nos custa porque o nosso tempo de lazer, tão apreciado, agora é com elas. Os momentos de lazer adaptámo-los, para que elas estejam bem. Porque se elas estão bem, nós estamos bem.

Álex – Tudo isto obrigou-nos a tirar metade dos móveis da casa. Os livros mais importantes não estão à mão, talheres, facas e todas essas coisas perigosas. Há que ter tudo muito bem assegurado.

Patry – Obrigou-nos a ter uma decoração acima de um metro do chão. Abaixo disso, há pouca coisa. Tudo o que existe é para que elas se possam divertir e fiquem entretidas.

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-4.jpg

Álex, quando queres procurar a Patry, qual é o lugar da casa que sabes que certamente vais encontrá-la?

Álex – Passa metade do dia sentada a trabalhar. É muito trabalhadora, um verdadeiro motor de criar. Está sempre a fazer coisas no computdador, aqui na cozinha, sentada nestas cadeiras tão confortáveis.

Patry – Estamos a começar a arrancar com muitos projetos pessoais. Um deles acaba de nascer, que é o nosso livro “Alegres e felizes”. Um conto que escrevemos quando começou o confinamento, uma ideia que nasceu de raiz do vínculo que foi reforçado todos os dias por estarmos fechados. Foi uma coisa que nos deu muito trabalho. Mas, além disso, estamos envolvidos noutro projeto pessoal muito especial, que arrancámos como empresários e no qual estamos a trabalhar há um ano, e que vai ver a luz muito em breve!

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-7.jpg

Qual o vosso espaço para estar em família os 4? E o que tem de ter esse espaço para ser um lar?

Álex – Um espaço para estar em família é um espaço em que elas se sintam felizes. Onde tenham os seus brinquedos, isso faz com que tudo fique sobre rodas, que se sintam serenas.

Patry – Todos os pais que nos estão a ler devem pensar o mesmo. Afinal de contas, porque têm tantas almofadas no chão? Porque grande parte das vezes terminamos no chão. Porque se é para brincar a sério, brincamos. E vais parar ao chão e rebolas com eles. Por isso escolhemos a zona tipi com as almofadas no chão. Embora agora esteja tudo organizado, nunca está. Estamos sempre a criar as nossas torres, os nossos saltos, as nossas histórias… gostamos muito de estar no chão com elas.

Álex – E um sofá antimanchas como este. Eu fico nervoso quando as coisas ficam manchadas. Já falaste nisso, mas no dia que o sofá ficou manchado ia tendo um ataque.

Patry – E, de repente, a mancha desapareceu! Alucinante! É totalmente anticrianças. Quando cai água, repele a água, molho de tomate… incrível.

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-2.jpg

O vosso móvel preferido da Kave Home

Álex – O espelho do home office. Quando o pendurámos dissemos: uau.

Patry – Lembro-me quando o penduraste e disseste: como muda tudo!

Álex – Ficou no ponto. Além disso, é um espelho que quando seguras, sentes o seu peso, tocas na madeira e vês que é de qualidade…é perfeito.

Patry – Eu não tenho a menor dúvida. Passo muitas horas sentada. Adoro as cadeiras e bancos altos que escolhemos para a sala - cozinha. São super confortáveis. Super simples, dão um toque muito elegante com o couro e são realmente confortáveis.

casa-patry-montero-alex-adrover-kave-home-5.jpg

Se também quer ter o estilo e a decoração da casa de Patry e Álex, vai adorar esta seleção.

1 de Abril de 2021 às 13:17